Espiral de ervas

Simples e bonita de se fazer, a espiral de ervas é uma ótima solução para quem quer plantar chás e temperos, mas não tem muito espaço para isso no quintal de casa. Sua vantagem é criar diferentes microclimas, permitindo, assim, o cultivo de plantas com necessidades diversas. E com o passo-a-passo a seguir, não vai demorar muito para você querer uma espiral bem na porta da sua cozinha, com ervas orgânicas e fresquinhas!

1. Escolha do lugar e material

Como a maioria das ervas gosta da luz do sol, escolha um local que seja ensolarado e relativamente plano. É importante também que o lugar tenha água por perto e que seja de fácil acesso diário, de preferência perto da porta da cozinha. Em seguida, colete e organize os materiais para a sua espiral: será de pedras, telhas, bambu, tijolos ou garrafas de vidro? Use a criatividade!

2. Montagem

O segundo passo é demarcar a espiral. Coloque uma estaca para marcar o centro e, com a ajuda de um barbante e de algumas pedras, delimite a circunferência da sua espiral. Se ela for com telhas ou garrafas, cave um pouco para poder fixá-las melhor no chão, lembrando que na base onde será mais úmido a escavação deve ser um pouco mais profunda. Se for com pedras, basta ir empilhando-as a partir do centro (ponto mais alto) para fora, lembrando que a espiral não se fecha.

3. Preparação da terra

Para fazer o composto, misture duas partes de terra adubada, para uma de húmus de minhoca e uma de areia. O ideal é peneirar antes a terra e a areia para que elas possam se misturar melhor e só então acrescentar o húmus. Antes de preencher a espiral com o composto, cubra o solo com palha seca, a qual irá ajudar a manter a umidade do local.

4. Plante!

Depois de montar toda a estrutura, vem a melhor parte: plantar! O importante aqui é escolher as ervas de acordo com as necessidades de cada uma no que se refere à luz, água e vento. Aquelas que gostam de água devem ficar na base da espiral, onde o solo é mais úmido. Consequentemente, as que preferem solo mais seco devem ficar no topo da espiral (centro). Já na curva que vai até a base, temos mais sombra e umidade, um microclima que recebe muito bem plantas como cebolinha, salsa, tomate, entre outras.

O infográfico a seguir, elaborado pelo jornal O Estado de S.Paulo, ilustra bem o procedimento e traz dicas de quais tipos de ervas plantar em cada microclima.

espiral de ervas
Infográfico Estado de S. Paulo (clique para ampliar)

Boa colheita!

Anúncios
Marcado como: