Árvore dos milagres

moringaDia desses conhecemos uma árvore que mais parece um milagre da natureza. Originária da Índia, e muito conhecida em países da África, a Moringa Oleifera, da família das Moringaceae, é considerada pela ciência como a planta com a mais alta concentração de nutrientes. Além disso, é de fácil cultivo e de crescimento rápido, suporta longos períodos de seca, e tem propriedade medicinais. Um presente da mãe-Terra.

Suas folhas contém substâncias anti-inflamatórias, anti-envelhecimento, fungicidas, bactericidas, antibióticas, além de substâncias que regulam o nível de açúcar no sangue e a pressão arterial. Quer mais? É o alimento com a mais alta concentração de antioxidantes – substâncias que ajudam na eliminação de toxinas do corpo. Por ser rica em proteína, vitaminas e sais minerais, a Moringa pode ser utilizada em tratamentos de desnutrição, no combate à obesidade e ao colesterol elevado, substituindo a carne e vários outros alimentos ricos em gorduras saturadas. Segundo os estudos sobre a planta, ela tem:Sete vezes mais vitamina C que a laranja;

  • 17 vezes mais cálcio que o leite;
  • 10 vezes mais vitamina A que a cenoura;
  • 15 vezes mais potássio que a banana;
  • 27% de proteína, equivalente à carne do boi;
  • Mais ferro que o espinafre;
  • Vitaminas presentes: A, B (tiamina, riboflavina, niacina), C, E, e beta caroteno.
  • Minerais presentes: Cromo, Cobre, Fósforo, Ferro, Magnésio, Manganês, Potássio, Selênio e Zinco.

 

Mas o que mais nos chamou a atenção foi o fato de suas sementes, quando maceradas, serem capazes de purificar a água, transformando água suja em água potável, decantando as impurezas e eliminando cerca de 90 a 99% dos germes e bactérias. A técnica é bastante utilizada no Nordeste do Brasil, onde a planta vem sendo estudada por algumas universidades. Vale a pena dar uma olhada no vídeo:

 

Mil e uma utilidades…

Considerada como uma das árvores cultivadas mais úteis para o ser humano, praticamente todas as suas partes podem ser utilizadas…

SEMENTES: da semente da árvore se extrai um óleo similar em qualidade ao azeite de oliva. As sementes verdes podem ser cozidas, como feijão vagem, quiabo, soja, etc., e servidas na forma de salada.

FOLHAS e FLORES: também são comestíveis, podendo, por exemplo, serem utilizadas em chás para uso continuo. Podem, também, ser consumidas em vitaminas ou sucos com outros legumes, como beterraba, cenoura, ou frutas como a laranja, maçã, melão, mamão, caju, abacaxi. O suco pode compor também caldos ou molhos, na sua forma natural, para preservar vitaminas e sais minerais. É excelente no tratamento para redução de peso, e por ser rica em nutrientes, facilita uma reeducação alimentar sem agressão ao corpo e ao metabolismo.

CASCAS: são muito maleáveis e próprias para artesanato, podendo ser moldadas para fazer cestos, trançados, etc. Quando processada, se extrai uma fibra para produzir tapetes.

BATATAS: podemos plantar as sementes em canteiros, como uma hortaliça, e quando a planta atinge cerca de 30 centímetros, arranca-se o pé e se extrai uma batata para consumo em saladas ou refogados, com gosto próximo ao do rabanete. A seiva e a batata tem todas as vitaminas das plantas em concentração. Se o pé não for arrancado, após esse período de 30 dias, a batata desaparece e transforma-se na raiz da planta.

Como plantar:

A Moringa é uma árvore de pequeno porte, de crescimento rápido, que pode alcançar 12 metros de altura, com flores de cor creme e bastante perfumadas. E por florescer durante o ano todo, a planta é própria para a criação de abelhas, tipo Europa (Apis) ou as nativas sem ferrão, sendo o mel considerado medicinal. A planta pode ser facilmente propagada por sementes ou por estaca. Antes de plantar as sementes, é recomendável deixá-las de molho em água durante uma noite. Depois plante separadamente cada uma delas no local definitivo ou em sementeiras para replantio posterior. Não utilize água em excesso, porque as sementes poderão apodrecer e não germinar. Se plantadas em sementeiras, a planta deve ser replantada com no máximo 10cm, em um canteiro ou num vaso maior, com mínimo de 45cm de profundidade. Logo no primeiro ano, a planta já pode chegar a 4 metros de altura.

Quer uma semente?

Quem nos apresentou este milagre da mãe-Terra foi o Luiz Fernando Soares, que há algum tempo divulga e distribui gratuitamente sementes da Moringa Oleifera, a “árvore dos milagres”, compartilhando informações em seu blog Sementes de Prosperidade. Em São Paulo, no Instituto Vector Equilibrium, o Fernando também distribui sementes da Moringa, além de um folheto explicativo. Outros projetos que desenvolvem campanhas para a propagação da árvore são o Instituto Diamante Verde e a Granja Paraíso, que distribuem gratuitamente sementes, cobrando apenas o envio das mesmas.

Anúncios