Um salve às sementes crioulas

Foram! As sementes crioulas seguiram para seus novos lares e agora darão novos frutos pelo Brasil ​adentro. Nos emocionamos com vários pedidos que recebemos, e nos divertimos muito separando, embalando e acompanhando cada rinconcito onde essas sementes serão amadas, semeadas e novamente compartilhadas. E como é gratificante saber que, de norte a sul desse nosso Brasil, há tantas pessoas buscando essas sementes, lutando pela soberania da nossa agricultura ancestral.

Esse projeto foi parte da realização de um sonho que começou em 2013, quando vimos a necessidade de dar asas ​à​s sementes crioulas, de fazê-las caminhar e brotar em muitas terras, por outros lares, nas mãos de muitas famílias… E foi assim que, quando colocamos o pé na estrada, sempre tínhamos sementes na bagagem para dar, trocar e compartilhar a história de cada uma delas.

Com isso,​ ap​rendemos que o apego – sem mesmo que a gente perceba – nos engana, muda a roupagem e vem bater em nossa porta outra vez. Ficamos tão ligadas a essas sementes, criamos um vínculo de amor tão grande, que a todo momento tínhamos que praticar o desapego, o deixar ir e fazer aquela energia tão boa circular. Porque lugar de semente é na terra!

Prontas para o novo lar
Algumas delas prontas para o novo lar
... e a alegria de saber que algumas delas já chegaram a seus novos guardiões! Gratidão Helen Arebalo, Massayoshi Furuno e Rosane Barcelos por compartilharem com a gente o recebimento!
… e a alegria de saber que algumas delas já chegaram a seus novos guardiões! Gratidão Helen Arebalo, Massayoshi Furuno e Rosane Barcelos por compartilharem com a gente o recebimento!
Então, se você tem sementes crioulas, plante-as, repasse, doe, compartilhe, deixe-as livre… elas são um presente de Deus ​à humanidade! E como diria Udiyana Bandha, em sua música Colheita dos Girassóis:

“É só ter fé nas sementes que os frutos virão” 

Anúncios