Qual a diferença entre óleo vegetal e essencial?

Quando me fiz essa pergunta pela primeira vez, estava participando da oficina de cosméticos naturais realizada pelo Canto da Horta durante a Virada Sustentável, que aconteceu de 5 a 9 de junho, em São Paulo.

A arte-educadora ambiental Andréia Pimentel foi clara: os óleos essências são extraídos de folhas (como hortelã-pimenta), raízes (gengibre), flores (lavanda), caules (cedro) e frutos (bergamota). Já os vegetais são gorduras extraídas, principalmente, das sementes de plantas e frutas.

O que possuem em comum? Ambos são matérias-primas super importantes para os cuidados com o corpo, a saúde e a alimentação, sendo geralmente componentes de ação terapêutica das plantas medicinais. Tanto os vegetais, quanto os essenciais, possuem cores suaves e transparentes. E a validade da maioria dos óleos é de 2 anos. Melhor que isso? São naturais…

Anúncios

Chapada Diamantina: um tesouro no interior da Bahia

Morro do Pai Inácio

Um céu que, de tão estrelado, nos faz sentir ao lado da lua, e uma cachoeira que, de tão alta, suas águas evaporam antes mesmo de tocar o chão – sim, são mais de 350 metros de queda. E o melhor: isso são apenas duas das preciosidades que a região da Chapada Diamantina guarda para quem a visita. São 152 mil hectares que reúnem cânions, rios, lagos subterrâneos, além de um grande número de nascentes, quedas d’água, corredeiras e cavernas, num cenário mágico que varia entre Mata Atlântica, Cerrado e Caatinga. Sua principal atração é o Parque Nacional da Chapada Diamantina, criado na década de 1980 e hoje administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Minhocas em casa?

Minhocário
Infográfico do blog Permacultura na Escola

Para quem não sabe, um minhocário, também chamado de minhocasa ou composteira doméstica, é uma residência de minhocas. Por isso, o elemento principal são as minhocas. Pelo baixo custo, necessidade de pouco espaço e simples manuseio, não há razões para não ter um em casa (ou apartamento).

3 razões para ter um minhocário

Ler mais

Paraíso orgânico pertinho de São Paulo

Não restaram dúvidas na hora de pensar qual seria nosso primeiro post do blog. Afinal, foi no Sítio Olho d’Água onde começamos a resgatar nossa sintonia com a mãe-natureza. Foi ali, em meio a montanhas, hortas, construções ecológicas e pessoas muito especiais, onde partilhamos uma nova forma de (vi)ver o mundo – uma vida baseada nos conceitos da permacultura. Foram cinco dias de muitos aprendizados, experiências, e de autoconhecimento: a primeira de uma série de vivências que vem transformando nossas vidas…

Bem-vindas e bem-vindos!

Sim, a vida pode ser leve e simples. Pode ser uma aventura deliciosa para quem se permite lançar rumo ao desconhecido. E foi assim que colocamos o pé na estrada, que nos permitimos sair por aí viajando e colhendo experiências incríveis. Superamos os nossos velhos paradigmas, o cotidiano, a monotonia, a inércia. E deixamos florir, desabrochar, frutificar a vida que existe dentro de nós. Depois colocamos o pé na terra, literalmente, e conhecemos a permacultura, a vida simples e cheia de conhecimentos ancestrais guardados. E por tudo que vivenciamos desde então, cultivamos o blog as sementeiras , fruto da nossa ânsia em compartilhar e trocar informações sobre uma nova forma de ver o mundo, de enxergar a realidade e de viver. Utópico ou não, com ele temos o anseio de fazer a diferença e mudar o sistema em que vivemos, a começar por nós mesmas. E, quem sabe, plantar em cada pessoa uma semente para o despertar de sua consciência.

Confira agora algumas sementes do que vem por aí: