Granola: uma receita prática e de fato saudável

Já faz algum tempo que venho observando a lista de ingredientes de todas as marcas de granola que vejo nas prateleiras de lojas de produtos naturais e de supermercados. E eis a surpresa: a maioria delas utiliza derivados de milho ou soja (essas últimas, muitas vezes, vendidas como “granola sem glúten)… Raras são as que se assumem orgânicas. E basta uma rápida pesquisa na Internet para ver que a maioria da soja e do milho que se cultiva hoje no Brasil é transgênica. Com outra pesquisa, tão rápida quanto, você encontra uma série de estudos científicos relacionando o consumo de transgênicos com o aumento da incidência de câncer, entre outras doenças.

Outro ponto que vem me incomodando bastante é a quantidade de açúcar utilizada em muitas das granolas industrializadas. Usam açúcar mascavo, que é mais saudável, OK, mas continua sendo açúcar. E isso, aos poucos, foi cultivando e incentivando em mim uma vontade de fazer minha própria granola. Além de mais saudável, por não conter alimentos transgênicos, nem conservantes, nem uma dose cavalar de açúcar, ela irá conter os ingredientes que você mais gosta.

Granola
Depois de pronta, guarde em um pote de vidro em um geladeira para que ela não perca sua crocância

Convicta disso, pesquisa vai, pesquisa vem na internet, vi que não há uma receita certa. O ideal é utilizar variados tipos de oleaginosas, frutas secas e especiarias que você mais gostar. E para dar uma crocância, basta você picar os ingredientes e torrar tudo em uma frigideira em fogo baixo, ou então colocar em uma forma no forno. Em minha primeira experiência utilizei:

  • castanhas do pará
  • amêndoas
  • sementes de gergelim
  • aveia em flocos tipo grossa
  • uvas-passa
  • damascos secos

Vale investir também em avelã, nozes, cacau, sementes de girassol e por aí vai. Lembrando sempre que é essa quantidade e variedade de castanhas e frutas secas que irá definir o preço final da sua granola. Um preço que, no fim das contas, vejo que tem melhor custo-benefício do que as granolas industrializadas.

Não coloquei açúcar mascavo, porque não sou muito de doces, mas uma ideia mais interessante é colocar coco ou tâmara, e assim adoçar sua granola de uma forma mais natural. Além disso, sempre como a granola com frutas que já são doces naturalmente, como banana e mamão.

Enfim, uma maneira simples e rápida de fazer uma granola saudável! O importante é ser criativ@ e se divertir no processo!

Anúncios
Marcado como: